sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Anda tudo cansado

Oiço por todo o lado pessoas a queixarem-se do excesso de trabalho. Exaustas reclamam que não aguentam, que estão fartas, que não podem, que precisam de férias.
Trabalhadores por conta de outrem, que chegam à hora marcada e saem, também, à hora mais ou menos marcada… mas saem, não levam trabalho para casa.
Digo isto porque não sendo eu uma trabalhadora por conta de outrem, ou por outra, até sou mas o outrem sou eu também, o que dificulta um pouco mais a relação ainda que muitas vezes proteste comigo porque não há direito porque toda a gente tem horário e fins-de-semana e eu não e eu não, mas que raio de patroa sou eu?! Uma exploradora já se vê!... que me tem como escrava e a escravatura já acabou!
É claro que eu podia contratar alguém, se tivesse dinheiro para isso mas não tenho, por enquanto.
Agora esses patrões de firmas grandes e estatais que se calhar andaram para aí a despedir pessoal na esperança de que quem ficou trabalhe por todos…não está certo! é que eu não despedi ninguém…ainda…
Vou mas é ver se acabo o trabalho que tenho em mãos não vá a patroa correr comigo…

4 comentários:

Maria_S disse...

Pois...Olívia patroa e Olívia empregada. Grande Ivone Silva :).

Nuno Andrade Ferreira disse...

Eu não estou a gostar nada dessa vida que levas, porque já nem tens tempo para comentar o meu blog...

Antígona disse...

:):) Tens razão Nuno :) mas isto passa, é só uma questão de tempo :)
Mas tenho-o lido. Um bocadinho a correr mas lido, ainda assim :)

Goldfish disse...

Olhe que para se ser patroa de si mesma é preciso ter força - sempre dividida entre a vontade de despedir a empregada e as ganas de dizer à patroa que se vai entrar em greve... Mas eu também acho que algo está podre na república portuguesa porque aqui na Holanda o pessoal cumpre horários, muitas vezes só trabalha 4 dias / semana e são muito mais bem pagos e também (estatisticamente, pelo menos) muito mais produtivos do que nós. Não sei o que está podre, mas lá que cheira mal, cheira!