segunda-feira, 6 de maio de 2013

Dia da Mãe

A minha filha queixou-se ontem que eu não lhe ligo nenhuma. Que deve ter sido a única filha que não almoçou com a mãe no dia que, afinal, é dela – da Mãe. Apareceu-me em casa com um vaso a transbordar de alfazema. As flores roxas a adornarem-lhe o rosto cada vez mais bonito. A gravidez a brilhar-lhe nos olhos. Ia para a piscina, aproveitar o sol da manhã.
 
Queria que tivéssemos estado juntos, os três – eu e os meus filhos -, mais ninguém. Mas eu trabalho ao domingo. E ontem foi domingo. E da forma como as coisas estão não se podem saltar dias de trabalho. E, se formos a ver bem, dia da Mãe é todos os dias e esta semana, está combinado, havemos de jantar os três, só os três, sem mais ninguém. E esse será o nosso dia da Mãe.

3 comentários:

Sputnick disse...

e dos filhos :)

CF disse...

Só os três nada. Já há outro filho, ora... :)

Urbano Gonçalo disse...

Olá!
Preocupação justa essa a dos "meninos", vê lá se não esquece!!
Gostei do blog, escritora é?
Eu ... também (tento) escrevo umas coisitas, é sempre bom conecer quem sabe.
Bj, fica bem.