quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Damos demasiado valor à insignificância e demasiado crédito àqueles que esmiúçam a insignificância.

Diz O Segredo que é fácil, basta pedir e acreditar que já se recebeu.

Dizem os intelectuais que O Segredo é um disparate.

Diz a minha experiência que O Segredo não é disparate nenhum e que fácil é o tanas!

Não é disparate nenhum conseguir-se o que se quer, quando realmente se quer, i.e., quando se quer MESMO, as coisas acontecem. O difícil está em saber-se o que se quer e em ter-se a força necessária para se acreditar quando tudo à nossa volta nos diz o contrário.

Desde cedo que sei melhor o que não quero do que aquilo que quero. Até que ponto é que estando focada no que não quero me acontecem, now and then, coisas aborrecidas, não sei. Mas é possível.

A realidade muda conforme o lugar para onde se escolha dirigir o olhar. A dificuldade maior está em não nos deixarmos envolver por uma realidade não escolhida.

Tenho feito algum esforço, ultimamente, para me focar no que quero sendo que aquilo que quero é bom para mim e, portanto, me faz sentir bem. E é aí que está o busílis da questão: Sentir-me bem nem sempre é fácil e, mais difícil ainda, é sentir-me SEMPRE bem. As noites e as manhãs são o pior, como se uma triste e negra (não leda) realidade (e não madrugada) esperasse à esquina do meu endormecimento para me atacar sem dó nem piedade. E não é fixe, como diria a minha filha – não é fixe.

Assim dedico, nos dias que correm, um esforço por vezes titânico à concentração no bem-estar sabendo, como sei, que o movimento é de dentro para fora e não de fora para dentro. Umas vezes sou bem-sucedida, outras não.

3 comentários:

A NOSSA LOJA - ELECTRODOMÉSTICOS disse...

Para começar que tal decretar, que não há que se fazer o que não se quer. E assim, o que se quer, vem à tona :)

Inês disse...

Houvesse a tal fada que sussurrava no ouvido: "Follow the yellow brick road"

Gosto tanto de te ler!

Beijinho!

CF disse...

Terminas-te em cheio, de acordo com o texto aliás, que é também ele grande. Umas vezes consegues, outras vezes não. E vai ser sempre assim :):)