quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Avó e neta


Há laços que unem as famílias e que estão para além das parecenças fisiológicas. São laços de cetim, que facilmente se desatam mas permanecem esvoaçantes, pontas soltas incapazes de se afastarem, prontas para se unirem outra vez, a qualquer momento.

Há cenas que se repetem, mas não em demasia… Há cenas que se aparentam, como as pessoas, e que, tal como as pessoas, se apuram e aperfeiçoam com o tempo, com a história, porque ao contrário daquilo que os mais pessimistas gostam de fazer crer, a memória existe e protege-nos de muitos males.

Assim, que se repitam todas as alegrias. Que se redobrem, se apurem, se aperfeiçoem, porque o passado só serve mesmo para isso - para nos ensinar a sermos melhores.


6 de Outubro de 2012
9 de Março de 1957


9 de Março de 1957
  
6 de Outubro de 2012

4 comentários:

Duarte disse...

Incrível :)

CF disse...

:) Tão parecida contigo a tua filha...

Antígona disse...

CF eu não estou nestas fotos LOL é a minha mãe em 1957, um ano antes de eu nascer :):)

Sputnick disse...

Tri-iguaizinhas. Aposto que a tua avó também :)))