terça-feira, 7 de dezembro de 2010

O barato sai caro

Não me canso de comprovar isto mas parece que nunca aprendo. Entre um disparate e outro pode até mediar muito tempo mas, mais cedo ou mais tarde, acabo sempre por cair nesta armadilha das baratezas.
Fui comprar lenha «barata». Na verdade a metade do preço!... A estupor, para além de não querer arder - tem mais água lá dentro do que madeira..., vem cheia, mas cheinha mesmo, de formigas gigantes!
Tenho formigas a passearem pela casa cada vez que enfio um tronco na lareira. A minha mãe leva o dia todo a «caçar formigas» e a rezar para que elas não descubram a marmelada...
Entre a água e as formigas sobra muito pouca madeira! Metade do preço my ass!

2 comentários:

Jardineiro do Rei disse...

Desculpe Antígona...

Mas não pude deixar de rir. Não me leve a mal.
A história das formigas a passearem-se pela casa, traz-me à memória uma cena que se passou comigo, não com formigas mas com caracóis. Caracoletas grandes, enormes, imensas, que enchiam uma caixa de cartão, que eu e os vizinhos (nos tempos em que nos dávamos bem...) tínhamos ido "caçar" lá para os lados do Cabo Espichel, e tínhamos programado cozinhar e petiscar no fim de semana seguinte. Só que... as malditas caracoletas conseguiram escapar-se durante a noite e no outro dia de manhã cobriam totalmente a parede do prédio... milhares de bichos pegajosos a passearem-se livremente até ao telhado... E para "convencê-los" a descerem???

Antígona disse...

LOLOLOLOLOL são danadinhos! E sempre os mais pequenos e lentos! Apanham-nos despercebidos e tomam conta do espaço!
Eu continuo a matar formigas! É até a lenha acabar...