domingo, 8 de novembro de 2009

Erros Ortográficos

Existem certos tiques de escrita que se generalizam mas que nem por isso deixam de ser erros ortográficos.
De todos o mais gritante é «demais». Não sei se se trata de alguma colagem feita por via dos nossos irmãos brasileiros ou se não passa de um erro que se tem vindo a arrastar desde os primeiros anos de escola, mas que aparece em tudo quanto é sítio, aparece. São as legendas televisivas; os jornais e até alguns livros, todos a escreverem «demais» em frases como: Não comas demais!
Quando coincide com o meu pequeno almoço, a rubrica Bom Português, que passa na RTP1 durante as primeiras notícias, estou sempre à espera que perguntem isto às pessoas. Há muita gente que lá vai aprendendo qualquer coisita desta forma... Mas não, nunca se lembraram de perguntar se «de mais» em frases como: Dormiste de mais ou Comeste de mais; Gastaste de mais, se escreve separado ou tudo junto.
Pois que se escreve SEPARADO.
«Demais» assim, tudo juntinho, significa o que resta, os outros, além disso, de resto.
Sempre que se quiserem referir a excesso de quantidade, por favor escrevam DE MAIS.
Assim:
Nunca é tarde de mais!
É que já é de mais! Tanto erro!...

2 comentários:

Goldfish disse...

Admito que este erro, apesar de compreender a explicação perfeitamente, me escapa frequentes vezes. Mas, talvez por isso mesmo, não é um dos que mais me incomodam... Como os populares "á", "há-dem", "há-des" "professa-mos" e, nunca me hei-de esquecer quando o ouvi pela primeira vez, "desqueci-me".

Antígona disse...

pois...esses são bem mais graves... lol