sábado, 18 de abril de 2009

Porque hoje é sábado

E assim chega ao fim mais uma semana. E hoje já é sábado e eu, apesar de ainda não me ter deitado, já sinto o abandono de um corpo que pede descanso e que se alegra na ideia de o poder ter sem limites de tempo, sem constransgimentos de afazeres inadiáveis.
Hoje é sábado e eu vou saborear essa liberdade que sempre têm os dias sem compromissos.
Vou saboreá-la porque preciso e porque mereço.
Para já apetece-me ouvir isto.

2 comentários:

Leididi disse...

Errrrr... podias ter posto o original, caramba.

Antígona disse...

Pois este foi o melhor que consegui e está muito fiel ao original. O original, simplesmente, não existe por aqui. O que há são bocados de espectáculos ao vivo, cheios de ruídos e com um som péssimo.
Sorry :)