sábado, 18 de julho de 2009

Euromilhões

E pronto, lá vieram mais uns milhões para Portugal. Cinquenta e sete milhões quinhentos e vinte e oito mil cento e dezoito, mais precisamente. Isto se não contarmos com os segundos prémios que foram quatro.
Ainda bem. Estamos a precisar. É claro que nenhum de nós vai sentir isso a não ser, é claro, os felizes contemplados. O que é que esta pessoa irá fazer com tanto dinheiro? É que os segundos prémios não são nada de especial, compra-se uma casa e um carro, pagam-se as dívidas e pronto, lá se foi o segundo prémio. Agora o primeiro! Cinquenta e sete milhões de euros! Dá para muita coisa caramba!
Olha se esta alminha resolvesse oferecer a cada português um milhão de euros! Ainda ficava com quarenta e sete! E se excluísse aqueles que não precisam, ainda ficava com mais e esse mais seria o suficiente para viver descansado o resto da vida.
Dei por mim a pensar nisto caso me saísse alguma vez. Não que eu jogue todas as semanas, mas nunca se sabe…O melhor mesmo é estar preparada…

3 comentários:

Anónimo disse...

Hoje em pesquisa de resultados do EuroMilhões dei com o seu post.
Sendo pedagoga, não lhe parece que tem aí umas contas muito mal feitas?
A um milhão para cada português, o Euromilhões nem dava para ser para os habitantes todos da minha rua.
Se for eu a cometer o erro, informe-me que volto já à escola...

Antígona disse...

lol
A minha vontade de distribuir riqueza é tão grande que nem penso nos zeros que se multiplicam.
As minhas desculpas pelo erro matemático.
Ainda assim continuo a pensar que com 57.000.000 se pode fazer muita coisa fora de portas que é como quem diz, pelos outros.

Leididi disse...

Oh anónimo/a, e não podia ter dito isso de forma mais simpática, não? Tem de ser com ares de superioridade e ironiazinha?